Menina nasce com os joelhos invertidos. Mas após ser internada, médicos notam o que ela guarda para eles

É lindo ver quando uma pessoa, que tanto precisou de ajuda de outras, reconhece a necessidade de transbordar essa solidariedade e quer fazer mais por alguém! E é mais bonito ainda ver essas atitudes quando vindas de crianças, que mesmo tão pequenas já possuem uma noção de mundo incrível.

Addie Bryan nasceu com uma condição rara, a síndrome de Larsen, uma malformação congênita que afeta as articulações, mãos, pés e rosto. Ela afeta 1 em cada 100.000 indivíduos nascidos vivos.

“Quando ela nasceu, seus joelhos estavam para trás, suas pernas estavam praticamente até sua cabeça, ela tinha displasia nos quadris e um pé para dentro”, disse a mãe de Addie, Julie Bryan, para o WFAA. Mas, graças aos esforços dos médicos no Texas Scottish Rite em Dallas, ela conseguiu, aos poucos, se recuperar dos sintomas mais graves da síndrome. Com apenas uma semana de idade, já usava moldes para que suas pernas voltassem ao normal. Ao longo de 8 anos, foram 70 moldes.

Então, ela foi até uma rua movimentada no Texas segurando uma placa. Ela queria arrecadar $ 8,000. À medida em que as pessoas ficaram sabendo da intenção da menina, começaram a ajudar. Aos poucos, ela foi conseguindo uma soma considerável. Mas, as doações só aumentaram e começaram a vir de todo o país! Até mesmo um cheque de USD $ 50 000 foi direcionado ao hospital.

Stephanie Brigger, vice-presidente de desenvolvimento do Scottish Rite Hospital, disse que ficou “sem palavras” quando viu o cheque. Ela contou ao WFAA que o dinheiro que Addie doou proporcionará moldes e próteses para crianças no hospital por muitos anos. A pequena apenas espera que mais crianças possam se recuperar como ela e rapidamente. Lindo gesto!